top of page
  • Foto do escritorMOHAP Digital

Crio

 

Até deixo o beijo

De tanto desejo

Queimar de frio

Minha boca teima

Expor meu silêncio

Esse desvario

Vou grudar no lábio

Todo desespero

Entre o gelo e o cio

 

Ver-te nua em pêlo,

Eu serei teu zelo

 

Já se esconde cedo

O amor-segredo

É meu desafio

O tempo cobre a pele

Um olhar no espelho

Alma em arrepio

O dolo de um colo

Lua abrasa o solo

Meiga e febril

Veias em vermelho

Sangue pelos dedos

Permeando um rio

        

Em calvário pleno, um calor sereno

Coração sem dono, baldio

Preso na geleira, ,solitária estrela, calafrio

Tudo é rarefeito dentro de um peito arredio

Um navio deserto

Dentro desse inverno

 

Que eu mesmo crio,



 

Saiba mais sobre a artista => acesse:



O 29º Festival Simonense da Canção ❮ uma sinfonia de emoções, celebração e descobertas.


♩Nos encontraremos lá,

♩com os acordes no ar

♩e o espírito aberto

♩para a música que nos une.


♩Viva São Simão! Viva a música!


 

🎶 29º FESICA - São Simão 200 anos!

🎷 de 05 a 07 de julho de 2024

🎸 Na Praça da República

🎹 São Simão – SP

✪ ENTRADA GRATUITA



Realização:

Prefeitura Municipal de São Simão

Administração 2017 - 2024


14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page